PORTAL NIPPOBRASIL ONLINE - 19 ANOS
-
Fale conosco: adm@nippo.com.br   
Quarta-feira, 21 de novembro de 2018 - 18h16
DESTAQUES:
  Empregos no Japão

  Busca
 
  Seções NippoBrasil
   Comunidade
   Opinião
   Circuito
   Notícias
   Agenda
   Dekassegui
   Entrevistas
   Especial
-
  Variedades
   Aula de Japonês
   Automóveis
   Artesanato
   Beleza
   Bichos
   Budô
   Comidas do Japão
   Cultura-Tradicional
   Culinária
   Haicai
   História do Japão
   Horóscopo
   Lendas do Japão
   Mangá
   Pesca
   Saúde
   Turismo-Brasil
   Turismo-Japão
-
  Esportes
   Copa do Mundo 2014
   Copa das
 Confederações 2013
-
  Especiais
   Imigração Japonesa
   120 anos de Amizade  Japão-Brasil
   Bomba de Hiroshima
   Japan House
   Festival do Japão 2018
-
 Colunas
   Conversando de RH
   Mensagens
     Roberto Shinyashiki
-
 Veja mais  Classificados
   Econômico
   Empregos no Brasil
   Guia Profissionais
   Imóveis
   Oportunidades
   Ponto de Encontro
-
  Interatividade
   Fale com a Redação
-
  Institucional
   Quem somos


Caderno Bichos

Um pássaro do barulho

Papagaio necessita de alimentos e atenção especial

Animal tem expectativa de vida longa, que varia entre 70 e 90 anos

(Reportagem: Suzana Sakai | Foto: Divulgação)

Conhecido como “o pássaro que fala”, o papagaio é um animal silvestre que requer muitos cuidados. A cautela não se deve exclusivamente à distância do habitat natural, mas principalmente a uma característica da espécie um tanto desconhecida: a de ser monogâmico, ou seja, de viver em casal a vida toda. “Ele necessita de atenção do proprietário por algumas horas por dia, conversando e fazendo carinho para que ele se sinta bem. Ele não pode simplesmente ficar numa gaiola no canto de casa”, orienta o veterinário Lauro Leite.

Na hora de adquirir um papagaio, as pessoas devem ter em mente que o animal tem uma expectativa de vida longa, que varia de 70 a 90 anos. Além disso, os proprietários devem se certificar se estão adquirindo um animal legalizado, exigindo a nota fiscal, com a identificação da ave e o registro do comerciante no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

De olho na alimentação

Engana-se quem acredita que o melhor alimento para o papagaio é a semente de girassol. Apesar de ser apontada como a principal fonte de alimentação das aves, o produto é muito gorduroso e pode ser comparado ao chocolate. “Atendo dezenas de papagaios, todos os anos, papagaios ainda jovens, por volta de 10-15 anos, com insuficiência hepática causada por excesso de gorduras na alimentação; muitos desses animais não conseguem ser salvos, mas poderiam ter outro destino, se os proprietários soubessem qual a alimentação correta para eles. Comparo girassol ao pastel ou ao chocolate: é gostoso, então o animal tem até prazer ao comer, porém faz muito mal à saúde. Imagine uma criança que se alimente só de chocolate e você saberá porque um papagaio após 10-15 anos de alimentação com girassol vem a óbito por problemas no fígado”, afirma Lauro.

O ideal é oferecer à ave uma ração “extrusada”, ou seja, semelhante as rações de cães e gatos. As melhores marcas devem ser indicadas pelo seu próprio veterinário. Além da ração, deve-se oferecer frutas (exceto abacate, que também é gorduroso), verduras escuras e legumes (exceto batata, que também é muito calórico). Em dias alternados, pode-se oferecer milho verde em rodelas ou queijo branco.

No dia-a-dia

Além do carinho e da alimentação especial, o proprietário deve garantir ao papagaio um ambiente calmo para o descanso. “Ambientes muito barulhentos, podem desencadear distúrbios comportamentais em papagaios, podendo inclusive levá-los a se autotraumatizar, arrancando suas penas”, alerta o veterinário.

O animal também não pode ficar sujeito a extremos de temperatura e correntes de vento, pois é muito suscetível a infecções respiratórias.

A higiene não exige muitos cuidados, já que a ave se limpa sozinha. O dono pode borrifar água para ajudar o papagaio a retirar as sujeiras mais grossas. A gaiola deve ser forrada com jornal ou papel branco sem tinta, que devem ser trocados todos os dias.

 
Nada de vôo

Um alerta importante aos proprietários de papagaios é nunca deixar os animais com os pés presos a correntes, pois estes, ao tentar voar, sofrem um tranco, e este tranco pode ser responsável por uma fratura na perna do animal. O procedimento correto é o corte das asas, que deve ser realizado por um veterinário especializado em aves. O especialista irá cortar apenas as penas secas e de uma das asas com o intuito de desequilibrar o vôo do pássaro.

A tentativa de cortar as asas em casa pode machucar os animais, principalmente se os donos cortarem as penas em crescimento, o que irá doer e sangrar muito.

 Pets do Leitor
 Arquivo: Pets
• Dia Mundial do Gato: veja como cuidar dos bichanos
• Saiba tudo sobre as vacinas
• Cuidados: Top 5 de verão
• Brincadeira que faz bem
• Esquilo da Mongólia
• Dia de banho!
• Atendimento de emergência
• Na hora da compra
• O melhor hotel para seu amigo
• Mais do que um bom amigo
• Adotar é tudo de bom!
• Alimentação para Aves: Balanceada e variada
• Independentes e bem nutridos
• Cuide bem da refeição do seu cachorro
• Evite as doenças de verão
• Câncer: diagnósticos e tratamento
• Tá nervoso? Vai brincar!
• Atenção com as unhas!
• Medicamento na medida certa
• Jabutis são animais tímidos e dóceis
• Um olhar esbranquiçado
• Calopsitas: Dócil e divertida
• Ferrets: Amistosos e brincalhões
• Animais idosos
• Diabetes?
• “Castrei, e agora?”
• Vermífugo: um importante aliado
• Iguana: Exótica e exigente
• Doenças do homem em animais de estimação
• Terapia comportamental
• Um pássaro do barulho
• “Cadê meu filhotinho?”
• Programa de adoção
• Florais para eles também!
• Um problema sazonal
• Top 5 de escovação
• Filhotes, filhotes, filhotes!
• Um coelho em sua vida
• “Que coceirinha...”
• Doença ou personalidade?
• Um peixe bom de briga
• Anticoncepcional: Problema ou solução?
• Meu pintinho amarelinho
• Cachorro Bem-Educado
• Farmácia Pet
• Adorável roedor
• Um amor de bicho
• Pet moderno

© Copyright 1992 - 2016 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante.
Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

Sobre o Portal NippoBrasil | Fale com o Nippo